Digite sua busca

Fechar

USP São Carlos

Na cidade de São Carlos, localizada a 231 quilômetros (143 milhas) de São Paulo, foi criada, em 1948, a Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Em pouco tempo, sua sede ficou pequena, sendo transferida para uma área maior em 1956, onde se constituiu o campus universitário.

No novo espaço, as atividades da Escola de Engenharia multiplicaram-se, até que, na década de 1970, o campus passou a contar com outras unidades de ensino, ao serem originadas, a partir de quatro departamentos da EESC, mais duas importantes unidades universitárias: o Instituto de Ciências Matemáticas de São Carlos (ICMSC) e o Instituto de Física e Química de São Carlos (IFQSC).

Em 1994, o IFQSC foi dividido, originando o Instituto de Física de São Carlos (IFSC) e o Instituto de Química de São Carlos (IQSC), e, em 1998, o nome ICMSC foi alterado para Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação (ICMC).

Vista aérea da portaria central do campus São Carlos | Imagem: USP São Carlos

A unidade criada mais recentemente, também como fruto da consolidação das atividades desenvolvidas na área, foi o Instituto de Arquitetura e Urbanismo (IAU), aprovado em dezembro de 2010.

Essas cinco unidades de ensino somadas à Prefeitura do campus USP de São Carlos (PUSP-SC), ao Centro de Tecnologia da Informação de São Carlos – CeTI-SC, ao Centro de Divulgação Científica e Cultural (CDCC) e a outros órgãos/serviços, formam a USP-São Carlos.

Com o crescimento da estrutura ao longo dos anos, o espaço do campus tornou-se insuficiente, tendo início, em 2001, o processo de expansão para uma segunda área. Popularmente chamado de campus 2 e com mais de 100 hectares, o local foi oficialmente inaugurado em 4 de novembro de 2005.

O Centro de Divulgação Científica e Cultural (CDCC) é um importante espaço de atividades socioambientais, localizado no centro da cidade de São Carlos, instalado em um prédio histórico, construído em 1902 pela Società Dante Alighieri. Possui projetos que aproximam a comunidade externa às práticas sustentáveis no meio ambiente urbano, entre as quais estão o Quintal Agroecológico e o Jardim da Percepção. O CDCC também mantém um programa de visitas monitoradas na Bacia Hidrográfica do Córrego do Gregório, na Trilha da Natureza (na UFSCar) e no Aterro Sanitário Municipal de São Carlos. As canecas utilizadas pelo Programa USP Recicla da USP são fabricadas pelo CDCC.

Outra temática importante abordada no campus de São Carlos é o conceito de economia circular, que ganha projeção em atividades de ensino, pesquisa e extensão, por meio de contrato celebrado entre a USP e Ellen MacArthur Foundation (EMF). A economia circular prevê um ciclo contínuo de desenvolvimento positivo, que é restaurativo e regenerativo por princípio, eliminando a noção de resíduos e mantendo produtos, componentes e materiais ao seu mais alto nível de valor e utilidade o tempo todo.

Diagrama de Borboleta explica a economia circular | Imagem: Fundação Ellen MacArthur

O objetivo da parceria entre a USP e EMF é difundir e acelerar a transição para esse modelo sistêmico, baseado em abordagens pioneiras e inovadoras que envolvem empresas, governo e sociedade. Dessa forma a USP passa a integrar o seleto grupo Pioneer Universities, ao lado de outras seis instituições de ensino superior da Europa e Estados Unidos.

O campus de São Carlos apresenta outras ações em sustentabilidade em suas unidades, tais como, edificação com estrutura para uso de energia solar; reuso de água do ar condicionado; coleta e destinação adequada de lâmpadas fluorescentes, pilhas, baterias e componentes eletrônicos. O Programa USP Recicla atua ainda na coleta seletiva de resíduos recicláveis, incentiva a impressão frente verso e o uso de copos e xícaras duráveis.

Acesse o site da prefeitura do campus: http://www.puspsc.usp.br/