Digite sua busca

Fechar

USP Piracicaba

Localizada em Piracicaba, a 160 km a noroeste de São Paulo (93 milhas), a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ) da USP está instalada numa área de 9,2 mil hectares, correspondendo a 48,85% da área total da USP, denominada campus “Luiz de Queiroz”, com jardins, parques e prédios históricos, tombados como Patrimônio Público Estadual, e moderna infraestrutura para atividades acadêmicas e científicas.

A ESALQ recebe, diariamente, cerca de 2 mil estudantes de graduação e mil pós-graduandos, além de pós-doutores e jovens pesquisadores. A população discente tem oportunidade de vivência internacional a partir de programas de intercâmbio e de dupla-diplomação. Considerada um centro de excelência, oferece sete sete cursos de graduação e 15 programas de pós-graduação (sendo um internacional). Desde sua fundação, já formou mais de 14 mil profissionais em nível de graduação e mais de 8 mil pós-graduandos.

O campus conta com diversos grupos institucionais, de pesquisa, de ensino e de extensão, voltados à temática ambiental e à resolução de problemas socioambientais locais, além de programas institucionais como o USP Recicla, que atua desde 1994 junto à Prefeitura do campus e coordenado pela SGA.

Ações USP RECICLA, compostagem e horta desenvolvidas no centro de convivência infantil

As ações no Serviço de Gerenciamento Ambiental e de Resíduos Químicos da ESALQ abrangem o tratamento de resíduos químicos com a coleta e destinação ambientalmente adequada de 10 toneladas ao ano de resíduos Classe I (Perigosos), tratamento de 4 toneladas ao ano e recuperação de outras 2 toneladas de solventes orgânicos que são redistribuídos aos usuários.

Com relação ao Setor de Tratamento de Resíduos Químicos do CENA, o programa prevê o gerenciamento de 400 toneladas ao ano de resíduos químicos laboratoriais, com ênfase às ações de tratamento e reaproveitamento interno, e desenvolvimento de ações relacionadas às boas práticas de gestão (intervenções educativas, logística de armazenamento, coleta).

Futuramente, há metas para ampliação de lixeiras para coleta seletiva e lixo comum nas áreas do campus, bem como da central de resíduos; redução da porcentagem de rejeitos (não recicláveis) de 6% para 3% do total de recicláveis; desenvolvimento e implantação de um programa de gerenciamento de resíduos biológicos; implantação e monitoramento do aterro sanitário em valas para destinação de carcaças de animais; implantação de uma unidade de compostagem para processar 50% dos resíduos orgânicos gerados no campus e, ainda, uma unidade para processar de 100% dos resíduos orgânicos gerados (poda, esterco, restos de alimentos, restos de culturas).

Além dessas ações, o campus articula as questões socioambientais por meio do Plano Diretor Socioambiental Participativo, aprovado pelo Conselho do campus em 2009 e revisado em 2014, no qual se atua em conjunto com grupos ambientais, laboratórios, SEF, SGA, entre outros, para a construção e implementação de cerca de 30 diretrizes, metas e ações voltadas ao uso adequado da água e tratamento de esgoto, gestão da fauna silvestre e errantes, gerenciamento de resíduos, uso adequado do solo, restauração florestal, educação e percepção ambiental, ambientalização curricular, redução de emissões, normatização e certificação ambiental.

Existem, ainda, diversas Comissões assessoras das Unidades, como: Comissão de Mobilidade, Comissão de Áreas Verdes, Comissões USP Recicla, Comissão de Recursos Hídricos, Grupo de Compostagem e Comissões de Ética Ambiental.

O Plano Diretor Socioambiental do campus está sendo revisado a partir de agosto de 2016 e ampliado conforme as políticas e planos ambientais da USP.

Acesse o site da prefeitura do campus: http://www.pusplq.usp.br/

Plano Diretor Socioambiental do campus: https://www.esalq.usp.br/gestao-socioambiental/

Instagram do Plano Diretor Socioambiental: @planodiretoresalq

Programa USP Recicla na ESALQ: https://www.esalq.usp.br/usprecicla/

Instagram do Programa USP Recicla na ESALQ: @usprecicla.piracicaba