Digite sua busca

Fechar

Linha do tempo da sustentabilidade na USP

1934

Criação da USP

Em 1827, D. Pedro I criou a primeira escola da cidade de São Paulo. Posteriormente, outras escolas foram fundadas, como as de Engenharia, Medicina e Agricultura, até que, em 1934, o Governo do Estado de São Paulo reuniu as diversas instituições, originando a Universidade de São Paulo, atualmente uma das mais importantes instituições de Ensino Superior da América Latina.

1994

USP Recicla

Programa USP Recicla, institucionalizado em 1994, é culturalmente reconhecido como parte fundamental no processo de Educação Ambiental e Gestão de Resíduos nos campi.

1997

Programa de Uso Eficiente dos Recursos Hídricos e Energéticos – Energia

PUERHE faz uso de medidas físicas e tecnológicas para avaliar e gerenciar o consumo; de campanhas de conscientização que objetivam o uso racional dos recursos.

1998

Programa de Uso Eficiente dos Recursos Hídricos e Energéticos – Água

As ações voltadas à gestão dos recursos hídricos dividem-se em três categorias principais: tecnologia, mobilização e gestão da demanda de água.

2002

Programa de Uso Racional de Energia e Fontes Alternativas – Energia

PUREFA foi criado para reduzir o consumo de energia elétrica na USP e ampliar do uso de energias renováveis, atuando para melhorar os processos de gestão.

2007

Atlas

ATLAS é um Sistema de Informações Geográficas (SIG) desenvolvido por uma equipe multidisciplinar, constituída por arquitetos, urbanistas, engenheiros, designer gráficos, geógrafos e programadores de sistemas, coordenada pelo Laboratório de Informatização de Acervo (LABARQ) da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP e em parceria com a Superintendência do Espaço Físico da USP (SEF).

2009

CEDIR

Inaugurado em 17 de dezembro de 2009, o CEDIR tem capacidade de depósito para categorização, triagem e destinação de 500 a mil equipamentos por mês.

2012

SGA

Pela Resolução 6062 de 27 de fevereiro de 2012, foi criada a Superintendência de Gestão Ambiental – SGA – com objetivo de planejar, implantar, manter e promover a sustentabilidade nos campi da USP, bem como em todas as políticas, planos e atividades da universidade, sejam elas nas áreas de ensino, pesquisa, extensão ou gestão universitária.

2012

Portarias específicas que reforçam a necessidade de conservação e preservação das Reservas Ambientais

Portaria GR No. 5.648, de 05/06/2012

Portaria GR No. 5837, de 20/09/2012

2013

“Pessoas que Aprendem Participando” (PAP)

Iniciado em 2013, por meio de uma parceria entre a SGA e a Escola Técnica e de Gestão da USP, a formação socioambiental de servidores técnicos e administrativos da USP trata-se de um processo educativo que se estrutura em um sistema de rede formado por “Pessoas que Aprendem Participando” (PAP).

2013

Portarias específicas que reforçam a necessidade de conservação e preservação das Reservas Ambientais

Portaria GR No. 6912, de 19/06/2013

2014

 Início do processo de elaboração da Política Ambiental da USP

2016

Projetos Piloto

A partir de agosto de 2016, a SGA passou a desenvolver estrategicamente Projetos Pilotos. São projetos da SGA, em parceria com prefeituras dos campi, unidades, laboratórios, e que têm como objetivo buscar modelos que possam ser replicados na universidade.

2017

Portarias específicas que reforçam a necessidade de conservação e preservação das Reservas Ambientais

Portaria GR No. 6912, de 20/06/2017

2018

Instituição da Política Ambiental na USP  publicada no Diário Oficial de 12/01/2018 pela Resolução n.7465 de 11 de janeiro de 2018.